22.11.09

Inconsciente


 Dentro da fêmea Deus pôs
Lagos e grutas, canais
Carnes e curva e cós
Seduções e pecados infernais
Em nome dela, depois
Criou perfumes, cristais
O campo de girassóis
E as noites de paz

5 comentários:

claudio rodrigues disse...

O chico é nosso poeta trovador. Não há como não render diante da grandeza poética dele, sobretudo o olhar feminino, o eu feminino dele grita... Genial.

Renata Luciana disse...

É divino!

A Moni. disse...

Chegar aqui e dar de cara com o Chico é a garantia: pode entrar!

rsrs...

De blog em blog, cheguei aqui.. Prazer conhecer seu espaço!

Abraços "buarqueanos"!

O Profeta disse...

Lembrarás tu que as manhãs
Acordam da tua luz fugidia
És esperança de perdida estrela
Quem recolhe a dor em Deus confia

Assombração que o luar esqueceu
Nas margens de um lago azul
Hoje passou a voar por mim
A última garça a caminho do sul

Era alva como a espuma do mar
Graciosa como mulher feliz
Voava de encontro ao vento
Com olhar brilhante de petiz


Boa semana


Mágico beijo

lírica disse...

Maravilha estes versos!
bj Re