11.2.13


"O fluxo obriga 
qualquer flor 
a abrigar-se em si mesma 
sem memória" 

Orides Fontela

Nenhum comentário: