13.2.13

A VOZ QUE RASGOU POR DENTRO





um eco 



oco no corpo 




molho-me de lágrimas 




para não secar os sentidos

2 comentários: