21.10.10

Camélia


4 estações de lembranças

sob o olhar de uma pálpebra

Ah! essa boca

entornada

por

preguiça amorosa

muralha branca

luz que amadurece

a pele

nada tenho

lábios livres

intervalo aberto


7 comentários:

Pablo Rocha disse...

Tens sim, Renata. tens as 4 estações para nos brindar com um espaço assim. Muito bom!

Beijos!

Ana Tapadas disse...

Que ritmo tão lindo!
Acredita que tens muito!
beijo

Vital disse...

me trouxe boas lembranças
essa coisa de preguiça amorosa...

beijos moça.

Ribeiro Pedreira disse...

um intervalo entre os lábios aquecidos por trêmulas respirações...
amor que se espreguiça na rede.
beijos meus!

BAR DO BARDO disse...

Bom texto.

Parabéns!

Wania disse...

Lindo, Renata!

Tua poesia é tão suavemente... intensa!
Adoro vir aqui.


Bjs

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

"preguiça amorosa
"
é nesta preguiça a tarde chega menos árida nos teus versos delicadamente de hoje