27.1.11

Segredos

ah! o amor

e

suas

pétalas de espelho

 desabrocha

o teu silêncio de água

amadurece o chão

8 comentários:

Gisa disse...

As palavras dançam! Lindo!
Um bj

Ribeiro Pedreira disse...

o amor silente arrebenta o chão maduro e abre caminhos. guarda-os o coração em forma de pétalas. frágeis e suaves pétalas.

CARLA STOPA disse...

Lindo o teu poema silencioso de água.

Wania disse...

Quem o desvenda... fica prenho de vida!


Lindo, como sempre, Renata
Bjs

Wania disse...

Esqueci de dizer que teu blog ainda está mais bonito com este novo visual... delicadeza pura!

Bjs

sinfonia disse...

Gostei de estar aqui. Gostaria de
saber se me cede um dos seus poemas
para inserir num dos meus blogues
com os devidos créditos.
Basta deixar um comentário.
Saudações

Geraldo de Barros disse...

lindo. lindo :)

bj

Sylvia Araujo disse...

Ah, Lu...
Ah...


Que o silêncio de águademágoadedança nos cicatrize e amadureça. Que sejamos chão. E céu.

Te ler me faz. Me traz de volta.

Beijoca gigante