24.3.11

Arthur Bispo do Rosário


  "A vida, beija-flor, é o teu estandarte.
Ali, teceste-nos.
Recriaste, porque eras escravo
De quem te recriou
— a Voz que te fez pássaro
Que desfiava um mundo para coser outro
Deu-te asas melhores que as de um anjo,
Pois, onde neles há um sopro,
Em ti, havia só humanidade"

(FERNANDO de Souza)

6 comentários:

Ribeiro Pedreira disse...

sensibilidade e sapiência em pedaços de oração.

Marcantonio disse...

Um dos maiores privilégios da minha vida foi ver uma grande mostra sobre ele no MAM do Rio há anos (ihh!) atrás. Força da natureza, essência de artista, arte em estado puro há quilometros de distância de qualquer mercado.

Abraço.

Emoções disse...

A beleza existe em tudo - tanto no bem como no mal. Mas somente os artistas e poetas sabem encontrá-la."

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

nunca havia lindo um poema do gabeira

Renata Luciana disse...

Amigo Ediney, erro de grafia. O autor é o Fernando de Souza.

eduardo disse...

saudações, renata luciana!
esta arte do querido bispo do rosario é minha.
veja a série toda aqui:
http://cargocollective.com/pigattodesign#918649/s-rie-arthur-bispo-do-rosario
abração do amigo eduardo pigatto