14.5.10
















   

você está tão longe
que às vezes penso
       que nem existo

       nem fale em amor
que amor é isto

5 comentários:

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Existe-se com e para... :D

Por que você faz poema? disse...

Leminski em vida foi como o punk na música, simplificou o que parecia ser tão complexo, para poucos. A poesia, na verdade, é para muitos. E o amor é isto ou aquilo, tanto faz.

Ribeiro Pedreira disse...

Amar é...
estar sempre perto, longe
e nunca longe, perto.
Beijos meus!!!

Mai disse...

Quando se ama, longe é logo aqui.

Gosto tanto...
abraço e bom final de semana.


P.S.

adorei a música.

Primeira Pessoa disse...

ta tudo tão lindo aqui...
limpo, lúdico...

é bom de se estar...
aqui.