3.10.10

Miguelito

bem.amado

teu cheiro doce

é memoria olfativa do que entendo

por

amor



Amo os teus olhos

de besourinho no céu


 



Esse teu jeito de brincar

de sorrir


é teu o meu amor inocente





meu anjo

arcanjo


Miguel








"Desejo o sentimento do tempo que as estrelas tem , a persistência das formigas, a dúvida dos templos. Desejo a fé nos agouros, na voz dos mortos, na boca dos aventureiros, na paz dos homens que esquecem seus destinos, na força de suas recordações e no futuro como a promessa onde cabe tudo que não aconteceu a você"

7 comentários:

Gi Freire disse...

Uma beleza Re, gosto tanto de vir aqui, é sempre um balsamo pra mim.
bj querida
Gi

Marcantonio disse...

Belo, doce, e humano, muito humano.

Abraço.

Wania disse...

Renata

Que este fofucho caminhe sempre sobre as sombras das asas do Arcanjo Miguel.


Lindíssima poesia, amor puro!

Bj grande

Ribeiro Pedreira disse...

o amor transborda dos teus olhos de tia-feito-mãe. doce poesia de anjo.
meus beijos!!!

Marcello disse...

Muito Bom...
Bjs

Lua Nunes disse...

Tão gostoso esse Miguelito.

Poupée Amélie™ disse...

Que amor! Que poesia!
Lindo!
;)